Erros mais frequentes (parte III) O-Z

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Erros mais frequentes (parte III) O-Z

Mensagem  flipsoza em Seg Set 29, 2008 8:20 am

OBSESSÃO
...e não "obcessão"; dif. de OBCECAÇÃO. [Outras palavras com s ou ss (nas terminações -são ou -ssão) erradamente mais vezes confundidas: aversão, contraversão, dissuasão, distensão, emersão, extensão, persuasão, pretensão, repercussão].
OCEÂNIA
... e não "Oceania".

...e não "ó-ó".
OPRÓBRIO
...e não "opróbio".
ORGANOGRAMA
...e não "organigrama". Cf. BARBARISMOS.

a PERSONAGEM
...e não "o personagem". Cf. Personagem: masculino ou feminino?
P
As palavras iniciadas por per/pre e pre/pro, semelhantes na expressão oral, mas diferentes no significado, levam a inúmeros erros de escrita [percursor/precursor/percussor, perfeito/prefeito, perseverar/preservar, prenome/pronome, prerrogativa/prorrogativa, prescrever/proscrever, previdente/providente].
PAJEM
...e não "pagem".
PAN
Cf. As regras do hífen I e As regras do hífen II.
PARALISAR
...e não "paralizar". Cf. BARBARISMOS.
PARÊNTESES/IS
PARTICÍPIOS
...passados duplos. Princípio geral: a conjugação da forma regular é com os auxiliares ter e haver; e a irregular com os verbos ser e estar. É uma regra com várias excepções que aconselham o recurso a uma gramática. [Particípios duplos mais usados: absorvido/absorto, aceitado/aceite, acendido/aceso, afligido/aflito, assente/assentado, atento/atendido, cativado/cativo, cegado/cego, completado/completo, convencido/convicto, corrigido/correcto, cultivado/culto, descalçado/descalço, dirigido/directo, dissolvido/dissoluto, distinguido/distinto, elegido/eleito, entregado/entregue, envolvido/envolto, escurecido/escuro, expulsado/expulso, ganhado/ganho, gastado/gasto, imprimido/impresso, inquietado/inquieto, juntado/junto, libertado/liberto, limpado/limpo, manifestado/manifesto, matado/morto, morrido/morto, nascido/nado/nato, ocultado/oculto, pagado/pago, prendido/preso, rompido/roto, salvado/salvo, secado/seco, soltado/solto, tingido/tinto]. N.B.: Embora os verbos apresentar, empregar e encarregar tenham apenas o particípio regular (apresentado, empregado e encarregado, respectivamente), na linguagem corrente essas formas são frequentemente substituídas por pretensos particípios irregulares: presente, empregue, entregue, cujo uso deve ser evitado. Os gramáticos e dicionaristas mais antigos registam, no entanto, a legitimidade destes particípios passados. Vide Vocabulário de Rebelo Gonçalves. Empregue e entregue usam-se na linguagem popular.
Cf. Particípios passados duplos

PAUL
...e não paúl : pl.: pauis.
PÊLO
Dif. de PELO (POR + O).
PERCURSOR
Dif. PERCUSSÃO/PRECURSOR.
PERSEVERANÇA
...e não "preserverança".
PERSUASÃO
...e não "persuação", nem "presuasão".
PIRENÉUS
...e não "Pirinéus".
PLEONASMO
"Sair para fora", "monopólio exclusivo", "principal protagonista".
PLURAIS
Aconselha-se a consulta regular da gramática ou do prontuário, para os casos mais complexos. [papéis, móbiles, escolas-modelo, capitães-mores, guarda-portões, pores-do-sol, chupa-chupas, histórico-geográficos, vice-presidentes, pedreiros-livres, quebra-luzes, etc., etc.].
PÔDE
Dif. de PODE. Erro comum: "poude". Cf. VERBOS.
POLI
Prefixo que dispensa o emprego do hífen [policromático, poliopia, polissilábico]. Cf. HÍFEN.
PÔR
Dif. da preposição POR. [Os compostos de pôr não levam acento circunflexo nas formas do infinito impessoal e na 1.ª e 3.ª do infinito pessoal: antepor, apor, compor, contrapor, depor, dispor, expor, impor, pospor, prepor, propor, repor, supor].
POR QUE
Dif. de PORQUE [Por que - sempre no sentido de a razão pela qual ("por que meio atinjo um fim?"); porque - nas restantes situações].
PORQUANTO
Dif. de POR QUANTO. Cf. HOMÓFONAS.
PÓS/PRÉ
Prefixos sujeitos ao emprego do hífen por terem acento gráfico [pós-escrito, pré-romano, pró-francófono]. Cf. HÍFEN.
PRAZO
... no mais curto prazo e não (a redundância) "no mais curto espaço de tempo". Prazo é já um espaço de tempo dentro do qual se há-de fazer isto ou aquilo.
PRIMEIRA-MINISTRA
...fem. de primeiro-ministro e não "a primeiro-ministro" pl: primeiros-ministros. Cf. FEMININO e PLURAL.
PRIVILÉGIO
...e não "previlégio".
PROEMINÊNCIA
Dif. PREEMINÊNCIA. Cf. HOMÓFONAS. ?

(RE)QUER-SE
...e não "(re)quere-se".
(RE)QUERE-O
...e não "(re)quer-o". Cf. FLEXÕES.
QUADRICROMIA
...e não quadricomia.
QUADRILHA
Errado usar "quadrilha de ladrões".
QUADRUPLICADO
...e não "quadriplicado". Cf. BARBARISMOS.
QUASÍMODO
...e não "quasimodo".
QUE/DO QUE
De utilização diferente: "...muito mais importante do que se pensava" dif. de: "...muito mais importante que se pensava". Cf. REGÊNCIAS.
QUEBRA-CABEÇA
...pl.: quebra-cabeças. Cf. PLURAIS.
QUEBRA-GELO
...pl.: quebra-gelos. Cf. PLURAIS.
QUEM/QUE
Pronomes de emprego distinto: quem - só para pessoas; que - sempre para organismos.
QUÉPI
Aportug. da expressão francesa "képi".
QUESITO
...e não "quisito". Cf. ESQUISITO.
QUEZÍLIA
...e não "quisília" nem "quesília".
QUILO
...e não "kilo".
QUILOGRAMA
...e não "kilograma" (símbolo: kg).
QUILÓMETRO
...e não "kilómetro". (símbolo: km).
QUIS
...e não "quiz".
QUOTA
Dif. COTA.
QUOTA-PARTE
...e não "cota-parte". ?

RAINHA
...e não "raínha".
RAIZ
...e não "raíz". Pl.: raízes.
RASAR
Nivelar; tocar ao de leve (...e não "razar").
RATIFICAR
dif. de RECTIFICAR.
RAUL
...e não "Raúl".
REAVER
Se bem que composto de haver, só se conjuga nas formas em que haver tem v. Cf. FLEXÃO.
REBULIÇO
(substantivo: grande bulício; grande desordem e vozeraria; balbúrdia; confusão; motim) ... dif. de REBOLIÇO (adjectivo: que tem forma de rebolo; arredondado; que rebola).
RECÉM -
Prefixo sujeito sempre ao emprego do hífen [recém-casado, recém-nomeado, recém-promovido]. Cf. HÍFEN.
RECORDE
Forma aportuguesada de "record"; pl.: recordes Cf. NEOLOGISMOS.
RÉDEA
...e não "rédia".
REGÊNCIA
1. Com verbos: aspirar (o, a); assistir (a, o); abdicar (de, em, a favor de); abstrair (de); aludir (a); arrepender-se (de); aspirar (a, à); assegurar-se (de); assistir (um, ao); cansar-se (de); certificar (de); chamar (de, o, para, por, pela); chorar (de); convencer (de); deparar (com); deparar-se (a); dispor (de); duvidar (de); dizer que (e não "para"); esquecer (a)/esquecer-se (de); falar (a, com, de, por); fugir (de); gostar (de); induzir (alguém a); informar (de, sobre, acerca de, a respeito de, de que, a alguém que); interessar-se/interessar-se (por, em); lembrar-se (de); pedir a; persuadir (de); propor (alguma coisa a); privar-se (de); pugnar (por); recordar-se (de); responder (a, por); reunir-se (com); rir-se (de). [Os chamados verbos recorrentes - afirmar, anunciar, comunicar, confessar, declarar, dizer, expor, manifestar, noticiar, ordenar, pretextar, proferir, publicitar, saber - regem um complemento, mas nunca a preposição de. Cf. DE QUE e VERBOS] 2. Com substantivos: amor (de); admiração (de); ambição (de, por); analogia (com); gosto (de); prece (a, por).; repugnância (de); respeito (de); veneração (de); 3. Com adjectivos: alheio (a); anexo (a); ansioso (por, de); apto (a, para); ávido (de); extrínseco (a); inerente (a). Cf. VERBOS
REGURGITAR
...e não "regurjitar".
REJEITAR
...e não "regeitar".
REMÓI/REMOO
...do verbo remoer.
REQUEIRO
...e não "requero".
RÉSTIA
...e não "réstea".
RESVÉS
Dif. de REVESAR.
RETAGUARDA
...e não "rectaguarda".
RETRACTAR
Dif. RETRATAR.
RETRO
Prefixo que nunca antecede hífen [retroinjector, retroprojector, retrovisor]. Cf. HÍFEN.
RICTO
Dif. de RITO.
RUBRICA
... e nunca "rúbrica".

"STATU QUO"
...e não "status quo", nem "statuo quo".
SAEM
...e não "saiem".
SALOIICE
...e não "saloice".
SALVE-RAINHA
...e não "salvé-rainha".
SANDUÍCHE
Aportugues. de "sandwich"; admitem-se também as palavras sande e sandes.
SÃO MARINHO
... e não "São Marino".
SARJETA
...e não "sargeta".
SEMEAR
...e não "semiar".
SEMI
As regras do hífen II
SENÃO
Dif. de SE NÃO. Cf. HOMÓFONAS. ["trabalha bem, senão cortam-te no prémio"; "...se não considerarmos..."].
SIDA
Feminino e não masculino. De (a) síndrome da imunodeficiência adquirida. Termo já substantivado na língua portuguesa: portanto, com minúscula (a sida). No Brasil optou-se pela sigla AIDS, da palavra em inglês: "Acquired ImmunoDeficiency Syndrome". Cf. BARBARISMOS.
SÍNDROMA
...ou a SÍNDROME (no feminino) ... e não "o sindroma".
SOB
Cf. As regras do hífen I e As regras do hífen II.
SOBRE -
Cf. As regras do hífen I e As regras do hífen II.
SOLARENGO
Respeitante a solar ou com aspecto/aspeto de solar (casa ou herdade nobre)– enão no sentido de SOALHEIRO (exposto ao sol, banhado pelo sol), como erradamente se esv«creve e se diz por aí...
SOLIDARIEDADE COM
...e não "solidariedade por".
SUB
Prefixo sujeito ao hífen antes de b, h (só se o segundo elemento não tiver vida autónoma - subastar e não "sub-hastar") ou r [sub-reptício] Cf. HÍFEN.
SUÍÇA
... e não "Suiça" nem "Suissa". De igual modo, temos SUÍÇOS.
SUPER -
Prefixo sujeito ao hífen antes de h ou r [super-homem, super-requintado; mas: superelegante, supermoderna] Cf. HÍFEN
SUPOR
...e não "supôr". Cf. PÔR.
SUPRA
Sujeito ao hífen antes de vogal, h, r ou s [supra-axilar, supra-renal; mas: suprapartidário]. Cf.HÍFEN.

"TROUPE"
A grafia portuguesa é trupe.
TABLETE
Aportugues. de "tablette".
TRÂNSFUGA
...e não "transfuga".
TRANSPOR
...e não "transpôr".
TRÁS
Dif. de traz. Cf. HOMÓFONAS.
TRATA-SE
...No seu uso impessoal, a forma trata-se, na construção trata-se de, não é flexionada e, por definição, não admite sujeito. Assim, são desaconselháveis frases como as seguintes: "tratam-se de histórias policiais"; "este texto trata-se de erros de gramática".
TRICÔ
...aportug. de "tricot".

ÚLTIMA HORA
...e não "última da hora", que se ouve na linguagem popular.
ULTRA
Prefixo que antecede o hífen antes de vogal, h, r ou s [ultra-avarenta, ultra-radical, ultra-sensível; mas: ultracontrariado]. Cf HÍFEN.
ÚRANO
... e não "Urano".

VAIVÉM
...e não "vai-vem".
VENTOINHA
...e não "ventoínha".
VERBOS
Indispensável um dicionário de verbos por causa das regências.
VEROSÍMIL
...e não "verosímel".
VEZ
Dif. de VÊS.
VICE
Prefixo sujeito sempre ao emprego do hífen, salvo se o segundo elemento não possui vida autónomavicedómino [vice-primeiro-ministro, vice-almirante, vice-reitor]. Cf. HÍFEN.
VIGILANTE
...e não "vegilante".
VIH
... de vírus da imunodeficiência humana, preferível a HIV ( que é a sigla da palavra em inglês: "human immunodeficiency virus"). Cf. SIDA.
VÍRGULA
Erro crasso: a vírgula entre o sujeito e o verbo da oração.
VÍTIMA
Não significa que seja vítima mortal. Assim, é errado escrever que "o acidente causou duas vítimas" querendo com isso significar que causou duas mortes.
VOLUNTARIOSA
Dif. de VOLUNTARISTA.
VOO
...e não "vôo".
VULTOSO
...e não "vultuoso".

XÁCARA
...dif. de "chácara".
XADREZ
...e não "xadrês".
XAILE
O m.q. xale.
XAMÃ
...e não "chamã" m.q. xamane.
XANFUTA
...e não "chanfuta".
XAPUTA
...preferível a chaputa.
XECADO
...o m. q. xeicado e dif. de checado.
XELIM
...e não "shilling".
XELINDRÓ
...e não "xilindró".
XEQUE
Dif. de cheque.
XEREZ
...e não "Jerez".
XEXÉ
...e não "xéxé".
XÍCARA
...e não "chícara".
XIITA
...e não "chiita". Cf. GENTÍLICOS.
XUI
...o m.q. chui. ?

"YACHT"
Cf. IATE.
"YANKEE"
IANQUE é o vocábulo já aportuguesado.
"YOGA"
Cf. IOGA.
Y
Mantém-se nos vocábulos derivados de nomes próprios estrangeiros que se escrevam com essa letra: byroniano, taylorista, etc.; símbolo químico do ítrio

ZAIRE
Diz-se Zaire e não o afrancesado "Zaíre".
ZAIRENSE
...e não "zairota". Cf. GENTÍLICO.
ZÂNGÃO
...e não "zangão".
ZÉ-NINGUÉM
Plural zés-ninguém. Grafar sempre zé em caixa baixa.
ZEFIR
...o m.q. "zéfiro".
ZEPELIM
...e não "zeppelin". Grafar sempre em caixa baixa.
ZIGUEZAGUE
...e não "zig-zag".
ZOO
...e não "zoô". Diz-se como zoológico.
ZOOM
Palavra inglesa sem equivalente em Português, do domínio universal. Dispensa as aspas.
ZUNZUNS
...e não "zum-zuns".

afro

_________________
(\__/)
(='.'=) This is Bunny. Put him in your signature and
(")_(") help him on his way to world domination.

flipsoza
Admin

Masculino Número de Mensagens : 70
Idade : 37
Localização : Lisboa
Data de inscrição : 08/09/2008

Ver perfil do usuário http://tertulia.omeuforum.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum